É um invasor? Um vírus?

Quase todos os dias somos bombardeados com informações com nomenclaturas diferentes, e nem sabemos se aquilo se enquadra em nossa realidade. Recentemente fiz um artigo sobre o descuidado que normalmente temos com o uso do antivírus. Mas a situação que foi citada é apenas uma fração dos problemas que enfrentamos diariamente para assegurarmos nossa segurança.

Ainda falando de nomenclaturas, um termo bastante usado recentemente nos artigos de segurança é Ransomware. Não estamos falando de um vírus dessa vez, mas sim um tipo de software que pode dar muito mais dor de cabeça em nossas vidas.

O Ransomware basicamente restringe o acesso aos dados de seu sistema, evitando que eles sejam acessados. Ficou difícil? Seria como um ladrão entrar em sua casa, pegar suas informações valiosas e trancar em um cofre, que só ele tem a chave. Assim, caso você queira ter acesso aos dados é preciso pagar um resgate, para que o ladrão devolva o acesso.

E não são poucas as empresas que têm sido alvos desses tipos de ataques. Mas como posso ficar livre desses invasores? Nada como as velhas boas práticas de segurança: ter seu antivírus atualizado (para isso precisa ter o antivírus), sempre verificar as atualizações do sistema operacional, seja Mac, Windows ou Linux, atualize sempre que puder. E claro, tenha cuidado ao navegar em sites pouco conhecido ou links suspeitos.