Como funciona exatamente o algoritmo do Instagram

Decidi criar este conteúdo porque percebi que tem muito conteúdo na internet picotado. Uns falam somente um ou dois elementos, mas poucos falam na íntegra tudo que leva o seu feed a ter os conteúdos que tem aí. Antes de mais nada, é importante falar que o Instagram foi lançado em 2010, então hoje ele tem cerca de 9 anos. De lá para cá a ferramenta passou por muitas mudanças e ainda vai passar por muitas outras. Então, este artigo é sobre como ele funciona partindo da ferramenta hoje. Outra questão importante de  entender é que diariamente são gerados em média 1500 conteúdos que poderiam ir para sua time line. De acordo com os parâmetros que iremos ver daqui para frente, o Instagram “poda” esses conteúdos e te entrega o que ele entende que você gostaria de receber. Esses parâmetros são:

Engajamento: O que ele entende como principal fator de engajamento são as ações realizadas através do seu post. Principalmente o comentário. Um ponto que eles aprimoraram recentemente no comentário, é que antes qualquer tipo de comentário poderia ajudar a engajar seu post e mostrar para mais pessoas. Hoje não. Comentários genéricos demais como, aquele joinha ou emojis comuns, ele não dá tanta relevância. Algumas marcas e empresas tentaram durante muito tempo – e funcionou por um período -, burlar isso fazendo o primeiro comentário em seus posts, ou usando ferramentas de automação para comentários pré cadastrados, mas como sabemos, o Instagram está em constante aprimoramento e essas ideias duram pouco com eles.

Relevância: O outro aspecto é baseado no quando a pessoa interage também com empresas e conteúdos similares ao seu. Aí a gente entende como é importante preencher algumas informações que tem nos cadastros como, qual o tipo de segmento sua empresa. É usado também o histórico de interações que a pessoa tem com sua marca. 

Temporalidade: É aqui que muita gente se perde. Há um tempo atrás, o Instagram divulgou que não iria usar mais a temporalidade como principal fator e geral entendeu que não seria mais um critério. Mas é sim. Lá nos relatórios do Instagram você tem acesso aos dias e horários onde tem mais gente online do seu público e isso pode ser utilizado na sua estratégia. Lembrando que um conteúdo no Instagram orgânico (sem nenhum tipo de patrocínio), possui 3h de vida útil. Caso haja um bom engajamento, este tempo será estendido. 

Observações sobre estratégia:

Ao longo deste tempo eu entendi que não existe um jeito certo de se fazer conteúdo para uma empresa, ou de usar o algoritmo. Isso vai depender da estratégia que fisga a atenção do seu público. Hoje, o momento em que o Instagram alcançou seu maior número de usuários ativos, estamos vivendo um fenômeno no qual, a moeda mais valiosa é a atenção. Então, você precisa pensar nas dores e desejos do seu público e trabalhar conteúdos que agreguem valor para eles. Um exemplo que gosto de usar é que em alguns determinados trabalhos que fiz, o melhor horário para publicarmos eram os que antecedem os picos. Isso porque criamos conteúdos muito convidativos para interação, as pessoas se engajaram logo, isso levava nossa marca para o status de relevante e em seguida, estava em alta no tempo de maior audiência. Por isso, a minha sugestão é sempre entender qual é o estado atual da sua marca no Instagram e trabalhe uma estratégia. Além disso, as ferramentas digitais nos permitem muito trabalhar com a tentativa erro, até encontrarmos a melhor forma. Então, teste!

Espero que tenha curtido o conteúdo e que ele seja muito útil para você e seu negócio. Até a próxima!