Até onde os links patrocinados são viáveis no Facebook

Pode ter certeza, com as novas mudanças do Facebook, as compras de links patrocinados vão ser cada vez mais frequentes e se tornar parte do cotidiano da sua organização. A pouco tempo atrás, fazer investimento em link patrocinado não era tão necessário, porque a taxa de views do Facebook de 5% ainda conseguia trazer um bom desempenho orgânico, partindo do pressuposto de que as postagens tinham um bom desempenho de compartilhamentos e comentários.

Recentemente, -não posso afirmar que foi com o intuito de aumentar as vendas de links patrocinados-, essa taxa foi para 1% e o logaritmo passou a priorizar as reações das pessoas com as postagens e interatividade por compartilhamento e comentário, tornando assim mais necessário o investimento em links patrocinados. Com isso, preparamos algumas dicas para que você consiga um desempenho melhor em suas campanhas.

1° Delimite uma verba para investir no mês e divida em 2:

Quando você faz um link patrocinado recebe 3 opções: impulsionar para seguidores da página, seguidores e amigos de seguidores e delimitar perfil de público. Além disso você possui a opção de impulsionar sua página. Vamos supor que você delimitou investir 30 reais por mês. Você dividirá ele por 2 e 15 reais você utilizará para impulsionar sua página, enquanto os outros 15 serão utilizados para impulsionar suas publicações. Lembrando que o Facebook trabalha com o custo por mil no valor de R$ 2,50, ou seja: o mínimo que você pode investir é R$ 2,50 e o mínimo de impressões que ele pode te entregar é de mil pessoas. Se você trabalha com a premissa de buscar seguidores que tem relevância para o seu negócio e que tem interesse em sua mensagem, dívida esses 15 reais em publicações que possam impactar seus seguidores, permitindo assim que todos eles, ou sua grande maioria sejam impactados e permitindo que você possa avaliar o quanto eles têm interesse em sua mensagem através da interação com suas postagens.

Para os 15 reais utilizados para impulsionar sua página, tente criar em seu perfil de anúncio vários perfis de público dentro do seu interesse. Porque? Os links funcionam basicamente como a bolsa de valores. Se o Facebook percebe que você compra muito um perfil específico de público, a tendência é que o custo por mil daquele público aumente, e você precise desembolsar mais dinheiro pela mesma quantidade de impressões.

2° Pesquise sobre hábitos do seu público:

Todo público tem um  hábito. Dias e horários de consumir as redes sociais, os programas mais assistidos dessa faixa etária, blogs que leem, enfim, todas essas informações são importantes não só para criar os anúncios, mas também para criar o enunciado e os assuntos que a sua empresa vai falar com seu público. A criatividade nesse processo é indispensável e você pode conseguir otimizar de forma significativa sua verba de links.

3° Especificações:  

1- Seu anúncio não será aprovado pelo Facebook caso o texto do seu card ocupe mais de 20% do layout;
2- Sabe aquela pesquisa de hábitos? Então: use-as para delimitar o tempo e o período em que sua campanha será exibida. Vamos supor que seu público assiste a novela da Record das 20:30h. É comprovado que 60% dos brasileiros, após a era dos smartphones, assistem televisão ligados nas redes sociais. Caso esse seja seu público, utilize essa informação para delimitar sua estratégia e crie anúncios e enunciados dentro deste contexto.

Mas, até que ponto ele é interessante? Como disse, o Facebook trabalha com um custo por mil. Caso ele não possa entregar essa demanda, o anúncio não sai. Mas, o Facebook ainda não encontrou uma forma de solucionar o problema dos chamados fakes e a falsa localização geográfica, que pode fazer com que um alto investimento seja jogado fora em um público irrelevante ou, inexistente.

Por fim, apesar dos links patrocinados no Facebook serem um bom investimento, -caso seja feito moderado-, a sua maior preocupação deve ser em fazer esse investimento aos poucos e buscar investir em paralelo em ações promocionais atrativas para seu público.